A Arte de Exportar o 1º Passo para a Internacionalização - Parte XIII -Estratégias de Exportação


Prezados Amigos do Comércio Exterior e Entusiastas da Internacionalização de Produtos e Serviços Brasileiros.

Com muita alegria, escrevo mais um artigo, peço que leiam e acompanhem todos os artigos, pois, os mesmos tem uma sequência lógica de assuntos no intuito de apoiar nossos seguidores nos desafios da internacionalização.

Primeiramente, gostaria de convidar a todos aqueles que ainda não assinaram que assinem nossa Newsletter no Linkedin, "Dicas de Internacionalização" onde traremos tudo sobre como internacionalizar sua empresa, produtos e serviços, curiosidades, dicas, informações importantes para aqueles que ainda não acreditam que é possível internacionalizar sua empresa.

No dia de hoje, vamos nos debruçar sobre uma pequena frase que gera muitas questões, dúvidas e principalmente curiosidade ao empresariado nacional que almeja exportar seus produtos e serviços ao exterior:

"Cultura de Exportação"

Afinal, o que significa isso? Hoje ouvimos falar, por órgãos governamentais, consultorias, palestrantes, gurus, expertos da área internacional e muitas frases impactantes e palavras como essas, desde internacionalização, entre outras.

Na minha opinião, Cultura de Exportação é a essência e conhecimento adquiridos que englobam a maturidade exportadora de uma empresa, seja ela, de qualquer segmento, onde suas metas macros e globais estão envolvidas no crescimento da empresa a nível regional e global, bem como, todos os departamentos, áreas, setores, ou como você chama internamente as divisões de sua empresa, tem correlação e principalmente atuação intrínseca no relacionamento internacional da companhia, atendendo tantos os clientes externos, como os internos da empresa.

Complexo? Difícil?

Não, acredito que não e explico, meu ponto de vista:

Quando uma empresa, sendo ela uma Startup, uma empresa de pequeno, médio, ou grande porte, que ainda não decidiu iniciar seu processo de internacionalização e em um determinado momento de sua existência a alta direção decide o fazer.

A empresa começa a captar informações de órgãos governamentais, consultorias, contratação de profissional de comércio exterior, enfim, toda sorte de um compêndio de detalhes para a empresa se preparar para o planejamento estratégico que envolve a adequação de seus produtos e serviços, inteligência e promoção comercial, sensibilização da mudança de rumo e metas até finalmente iniciar a comercialização de seu produto e serviço a nível regional ou global.

Quando o passo de comercialização é alcançado, seja ele, por um planejamento estruturado ou por oportunidade de mercado, mesmo a empresa que realizou o melhor planejamento possível e imaginável , ainda está com carências na aculturação de suas áreas internas, bem como, elos fracos, que podem prejudicar a operação como um todo no crescimento vindouro.

O que o escrito acima, quer dizer?

Ao invés de olhar para a grama do vizinho, olhe para seu jardim exuberante, internamente na sua empresa e encontre os talentos que vão lhe apoiar no projeto de internacionalização de sua empresa.

Isso é Cultura de Exportação, todas as áreas desde o chão de fábrica, até o CEO da empresa, têm que estar altamente envolvidos e a comunicação interna, o famoso endomarketing, tem que funcionar como um relógio para engajar os colaboradores estratégicos e à todos.

A moça, o rapaz, o senhor a senhora da produção, tem que saber que o produto (seja ele qual for) que passou na linha de produção que todos eram responsáveis, chegou o Canadá, Estados Unidos, China, Europa, América do Sul, enfim, todos tem que saber a importância de produzir com zelo, eficácia, e que eles são peça fundamental no processo e os produtos produzidos por eles estão em mãos de consumidores de outros países.

Isso cria empatia, orgulho interno, compromisso, bem como responsabilidade, pois as áreas que têm contato direto com os clientes internacionais, tem que responder diretamente e atender os mesmos, não deixar isso somente para o profissional de comércio exterior, que muitas das vezes é responsável por cobrar o escanteio, correr para cabecear a bola e fazer o gol todas as vezes.

Cultura de exportação é a área de qualidade da empresa, falar com a qualidade do cliente internacional, o financeiro, falar com o financeiro internacional, o planejamento, falar com o planejamento do cliente externo, o atendimento ao cliente, da mesma maneira, dando suporte ao Gerente de Comércio Exterior, para o mesmo ter foco nas vendas, atingir as metas de crescimento propostas pelo "board" da companhia.

Ou seja, cultura de exportação é como um time de futebol, bem afinado ( O Brasil, das Copas vitoriosas, mas, a equipe de 82 era uma das melhores) em qualquer país que entrar em campo, todos vão dar conta de suas responsabilidades e representar bem a sua companhia, cada um em sua posição fazendo com que o time avance para o objetivo final.

Assim trace seu objetivo use sua luneta e bússola para enxergar mais longe, mas, sempre direcionar seu time interno, a chegar no alvo proposto.

Não existe mágica para crescer e adquirir a famosa Cultura de Exportação, existe sim, um processo árduo e contínuo de trabalho que fará alcançar esse estágio, tão comentado por muitos, mas, pouco alcançado dentro das empresas brasileiras.

Espero que tenham gostado desse artigo, teremos mais, e peço que comentem, curtam e compartilhem.

Nos sigam em nossas redes sociais, principalmente aqui no Linkedin e Instagram e se inscrevam em nosso mais novo canal do Youtube, onde compartilharemos dicas, curiosidades e entrevistas sobre o mundo de comércio exterior.

Brazilian Look

Linkedin Brazilian Look

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo