A Arte de Exportar o Primeiro Passo para a Internacionalização - Parte V - Estratégias de Exportação


  • Publicado em 2 de julho de 2021


Prezados amigos, depois de um lapso de tempo do meu último artigo a esse, devido a minha mudança de país e à assumir novos desafios e sonhos que todos nós temos como pessoa, empresa e metas, estou aqui novamente para compartilhar um pouco do conhecimento e agregar valor à aqueles que almejam que seus produtos e serviços cruzem as fronteiras e sejam reconhecidos internacionalmente.

Hoje iremos falar sobre o conceito de estratégia alguns exemplos e desmistificar que a estratégia de uma empresa está ligada principalmente a efetividade produtiva,(que faz parte obviamente da estratégia é necessária, mas, não é suficiente) mas, não só ela e sim a imagem, valor que a empresa leva a seus clientes finais, a experiência de compra sendo ela no B2B ou B2C, enfim, para que vcs almejem o mercado internacional, além de venderem seus produtos e serviços, a estratégia tem que estar focada na experiência final que seu cliente vai ter com a sua empresa.


Vamos para o conceito de estratégia:

Strategy requires you to make trade-offs in competing to choose what not to do - A estratégia exige que você faça concessões ao competir para escolher o que não fazer.

O que é estratégia?

Na minha opinião é uma criação de posição de valor única envolvendo um diferente set de atividades, que criam um mecanismo e engrenagem onde a cultura é implementada dentro da empresa, onde todos os departamentos fluem para alcançar os objetivos traçados na estratégia e planejamento da liderança da companhia.

Além disso a estratégia é a arte de criar "fit" (uma das palavras da moda hoje) entre as atividades da companhia , para um bem e objetivo comum, ou seja, na minha opinião azeitar as engrenagens para que elas funcionem perfeitamente para dar toda potência a seu avião decolar com toda a performance possível e alcançar as metas traçadas.

Como já falamos do referido conceito, vamos começar escrevendo para você que sonha ter seu produto ou serviço com alcance global:

Minha pergunta é:

Sua empresa está preparada para isso?

Se vocês leram (espero que sim) os artigos anteriores, já verificaram que é necessário um planejamento estratégico, focado em resultados e ações a encontrar o mercado e cliente correto para seu produto, mas, você empresário, já se perguntou:

Minha empresa está preparada para isso, quais são meus valores? Como vendo meu produto no mercado nacional? Sou bem-sucedido nisso? Conheço bem o produto e serviço que vendo?

Enfim, são uma série de perguntas, que devem ser respondidas por você, mas, o que creio ser mais importante para você exportar o seu produto ou serviço é valorizar a sua empresa com uma estratégia de experiência única sendo:

No caso nosso dos brasileiros:

  • Elevar a cultura e nosso status nacional, temos que mostrar que nós brasileiros somos ótimos e capazes em todos os setores e segmentos e há um mar de exemplos que podemos citar de empresas brasileiras bem-sucedidas que são multinacionais hoje e começaram com uma estratégia humilde, mas, focada de exportação, valorizando seus produtos e serviços e almejando a internacionalização.

  • Responsabilidade social corporativa, é um dos primeiros passos estratégicos a ser considerado na sua empresa, equipes multidisciplinares são importante e elevar essa cultura dentro da sua corporação só trará benefícios e bem estar nos departamentos.

  • Honestidade e Integridade sempre (parece clichê escrever isso ou "cringe" kkkkkk)mas, é a realidade se você quiser vender ao mundo, seja sempre cumpridor daquilo que se combinou, existe um ditado que diz "o combinado não sai caro" assim, estude seus mercados muito bem, antes de entrar nos mesmos e não dar conta do recado depois, porque isso é um abismo sem volta.

  • Entrega de um excelente serviço e experiência ao cliente acima de tudo, afinal é ele que pagará seu sonho de exportar o seu produto, assim, é mais do que sua obrigação privilegiar o cliente que acredita no seu produto e serviço, se ele compra de você de tão longe, abrindo mão de comprar localmente e privilegiando o seu negócio, é mais do que sua obrigação de dar um atendimento com excelência.

  • E por último e mais importante, a sua empresa tem que ter um propósito principal, a segunda parte da ideologia central é a razão de ser da organização. Um propósito eficaz reflete as motivações idealistas das pessoas para fazer o trabalho da empresa. Ele não apenas descreve a produção da organização ou os clientes-alvo, ele captura a alma da organização. O objetivo, conforme ilustrado por um discurso que David Packard fez para funcionários da HP em 1960, aborda as razões mais profundas para a existência de uma organização além de apenas ganhar dinheiro.

  • Packard disse:

  • "Quero discutir por que uma empresa existe em primeiro lugar. Em outras palavras, por que estamos aqui? Acho que muitas pessoas presumem, erroneamente, que uma empresa existe simplesmente para ganhar dinheiro. Embora este seja um resultado importante da existência de uma empresa, temos que ir mais fundo e encontrar as verdadeiras razões do nosso ser. À medida que invistamos isso, inevitavelmente chegamos à conclusão de que um grupo de pessoas se reúne e existe como uma instituição que chamamos de empresa para que sejam capazes de realizar algo coletivamente que não poderiam realizar separadamente - eles fazem uma contribuição para a sociedade, um frase que parece banal, mas é fundamental ... você pode olhar ao redor (no mundo dos negócios em geral e) ver pessoas interessadas em dinheiro e nada mais, mas os impulsos subjacentes vêm em grande parte do desejo de fazer outra coisa: fazer um produto , para prestar um serviço - geralmente para fazer algo que é de valor"

Com isso e para que sua estratégia de exportação e internacionalização de sua empresa seja efetiva, se aprofunde no propósito de sua empresa, produto e serviço que vc oferece.

Assim, os próximos passos de sua estratégia serão mais eficazes.

Espero que tenham gostado de mais esse artigo e no próximo, continuaremos com os conceitos básicos de estratégia na exportação.

Article in English:

Dear Linkedin friends, after a lapse of time from my last article to this one, due to my change of country and taking on new challenges and dreams that we all have as a person, company and goals, I'm here again to share some of the knowledge and add value to those who want their products and services to cross borders and be recognized internationally.

Today we will talk about the concept of strategy some examples and demystify that a company's strategy is mainly linked to productive effectiveness, (which is obviously part of the strategy is necessary, but it is not enough) but not only it, but the image , value that the company brings to its end customers, the buying experience whether in B2B or B2C, in short, for you to aim for the international market, in addition to selling your products and services, the strategy must be focused on the final experience that your customer will come to your company.

Let's go to the concept of strategy:

Strategy requires you to make trade-offs in competing to choose what not to do

What is strategy?

In my opinion, it is a creation of a unique value position involving a different set of activities, which create a mechanism and gear where culture is implemented within the company, where all departments flow to achieve the goals outlined in the strategy and planning of the leadership of the company.

Furthermore, strategy is the art of creating "fit" (one of the fashionable words today) between the company's activities, for a common good and objective, that is, in my opinion, oiling the gears so that they work perfectly to give everything power your plane to take off with all the performance possible and reach the targets set.

As we've already talked about that concept, let's start by writing to you who dream of having your product or service with a global reach:

My question is:

Is your company prepared for this?

If you have read (I hope so) the previous articles, you have already verified that strategic planning is necessary, focused on results and actions to find the right market and customer for your product, but, you entrepreneur, have you ever asked yourself:

My company is prepared for this, what are my values? How do I sell my product on the national market? Am I successful at this? Do I know the product and service I am selling well?

Anyway, there are a series of questions that must be answered by you, but what I think is most important for you to export your product or service is that you value your company with a unique experience strategy being:

In our case of Brazilians:

To elevate culture and our national status, we have to show that we Brazilians are great and capable in all sectors and segments and there is a sea of examples that we can cite successful Brazilian companies that are multinational today and started with a humble strategy, but , focused on exports, valuing its products and services and aiming at internationalization.

Corporate social responsibility is one of the first strategic steps to be considered in your company, multidisciplinary teams are important and raising this culture within your corporation will only bring benefits and well-being in the departments.

Honesty and Integrity always (it seems a cliche to write this or "cringe" kkkkkk) but, it's the reality if you want to sell to the world, always comply with what has been agreed, there is a saying that says "the agreed is not expensive" so, study their markets very well, before entering them and not getting the job done afterwards, because this is an abyss with no return.

Delivering excellent service and customer experience above all, after all, it is the customer who will pay for your dream of exporting your product, so it is more than your obligation to privilege the customer who believes in your product and service, if he buys from you from so far away, giving up buying locally and favoring your business is more than your obligation to provide excellent service.

And lastly and most importantly, your company has to have a main purpose, the second part of the core ideology is the organization's raison d'être. An effective purpose reflects people's idealistic motivations for doing the company's work. It doesn't just describe the organization's output or target customers, it captures the soul of the organization. The goal, as illustrated by a speech David Packard gave to HP employees in 1960, addresses the deeper reasons for an organization to exist beyond just making money.

Packard said:

“I want to discuss why a company exists in the first place. In other words, why are we here? I think many people mistakenly assume that a company exists simply to make money. we have to dig deeper and find the real reasons for our being. As we invest in this, we inevitably come to the conclusion that a group of people come together and exist as an institution we call a business so that they are able to collectively accomplish something that they couldn't perform separately - they make a contribution to society, a phrase that sounds trite but is critical... you can look around (in the business world in general and) see people interested in money and nothing else but the underlying impulses come in large part from the desire to do something else: to make a product, to provide a service - usually to do something that is of value"