top of page

Dia do Comércio Exterior


2º ARTIGO DE 2023

Prezados Amigos do Comércio Exterior e Entusiastas da Internacionalização de Produtos e Serviços Brasileiros e Mundiais.

Com muita alegria, escrevo mais um artigo, e iniciamos o ano de 2023 com muitas novidades, nos acompanhem em nossas redes sociais e peço que leiam e acompanhem todos os artigos, pois, eles têm uma sequência lógica de assuntos no intuito de apoiar nossos seguidores nos desafios da internacionalização.

Primeiramente, gostaria de convidar a todos aqueles que ainda não assinaram, que assinem nossa Newsletter no Linkedin, "Dicas de Internacionalização" onde traremos tudo sobre como internacionalizar sua empresa, produtos e serviços, curiosidades, dicas, informações importantes para aqueles que ainda não acreditam que é possível internacionalizar sua empresa.

O artigo de hoje, tem o intuito de parabenizar todos os profissionais de Comércio Exterior que ao longo de séculos, viabilizam o comércio em todos os sentidos internacionalmente, sejam eles , em produtos, serviços e qualquer transação que seja voltada entre nações, nós somos o pilar do mundo e conectamos tudo a todos.

Sou profissional de Comércio Exterior a 22 anos, minha primeira atuação e a grande escola que tive, foi em uma trading de São Paulo, onde comecei como auxiliar de exportação, em um ano, após a minha entrada, me apaixonei pela profissão e fui convidado a gerenciar um pequeno departamento em 2001, que iniciará exportando cosméticos, perfumaria e produtos de higiene pessoal.

Assim, começou a minha grande escola, em 2002 a minha primeira viagem ao exterior e logo para aonde?

Rússia, participar de uma missão comercial coordenada pela Fiesp na época, uma prova de fogo, ou um batismo de fogo, para quem nunca tinha saído do país, e estava fazendo imersões de inglês autodidatas e começando a aprender espanhol, confesso a todos, que estava mais do que nervoso, eu tinha somente 25 anos naquela época e era o mais novo entre todos os empresários e executivos que ali estavam, foi a minha primeira aula de como se portar em uma missão comercial e o que almejar, foram dias intensos de muitas reuniões, jantares, palestras, apresentações nas embaixadas e visitas a organizações governamentais.

À Partir dessa data, não parei mais de viajar, o meu último censo (faço isso as vezes) está, depois desses 22 anos, ter visitado mais de 60 países, feito negócios em mais de 100 países, aprendido três idiomas (seguindo para o quarto) e cultivado grandes amizades e absorvido culturas e conhecimentos, até, então inimaginável para um jovem, que depois de ter ficado seis anos aquartelado, servindo a Força Aérea Brasileira, ao sair, se deparou com essa oportunidade, que até hoje, não paro de aprender com todas as exportações, importações, produtos, serviços e empresas que internacionalizamos ao longo de toda essa estrada.

O que mais me chama atenção em nós profissionais de Comex?

Nossa resiliência e perspicácia em analisar todos os cenários possíveis e imagináveis e encontrar a melhor solução para aquele produto, serviço ou empresa estar no país, ou países, em que suas metas são estipuladas.

Entender as culturas dos outros povos, respeitar e adaptar os produtos e serviços, encontrando o caminho correto para respeitar a marcar e implementar os objetivos das empresas.

Em pleno ano de pandemia mundialmente, o comércio exterior não parou, de acordo com o Ministério da Economia, o Brasil movimentou no ano de 2020, US$ 209,921 bilhões em exportações e US$ 158,926 bilhões em importações, a balança comercial brasileira teve superávit de US$ 50,9 bilhões. Um número maior que em 2019, em que o superávit foi de US$ 48 bilhões. O saldo é positivo, visto que o país exportou mais do que importou. Essa movimentação financeira, tanto em exportação quanto em importação, só foi possível devido às habilidades e competências do profissional de Comércio Exterior.

A atuação desses profissionais contribui ainda, de forma direta ou indireta, para planejar, executar, controlar e avaliar recursos, processos e atividades que envolvem o comércio internacional.

Somos a força motriz de qualquer empresa, sem a nossa presença e ação, não seria possível uma Apple estar presente a nível mundial, uma Amazon em se torna uma potencial mundial, encontrar soluções, inovar e principalmente, fazer com que o produto, serviço, marca ou empresa, cheguem mais rápido e com mais eficácia na mão do consumidor final.

Tenho o privilégio de dizer que já exportei e importei, praticamente de tudo, desde uma simples marca de bala até maquinários completos que formavam uma indústria de embalagens e de base, carros, animais (alguns cavalos kkk) matérias-primas, embalagens, insumos, cosméticos, farmacêuticos, alimentos, enfim, uma infinidade de produtos e uma infinidade de empresas de serviços, que internacionalizamos e ainda o fazemos , com o mesmo entusiasmo dos meus tenros 25 anos que iniciei minha escola da vida.

Hoje ainda tenho muito que aprender e com nossa empresa, temos um mundo de possibilidades e com minha sócia a cada dia, estamos nos especializando e aprendendo cada dia mais, que esse mundo de Comex, existe uma infinidade de possibilidades e ainda estamos engatinhando em nosso conhecimento e tudo que podemos fazer.

Sejam profissionais curiosos, atentos, responsáveis e principalmente desbravadores, todos nós já temos o "não" como resposta, mas, nós, profissionais de Comércio Exterior, sabemos que essa praticamente é uma palavra que convivemos diariamente e somos desafiados constantemente a sair fora de caixa e encontrar as soluções mais inusitadas, eficientes e rápidas a nossos clientes, isso que nos faz ser o profissional de alta performance.

Esses 22 anos, sempre prezei pelo olho no olho, estar presente de frente ao cliente, me preparar a conversar com os mais especializados especialistas em suas áreas e apresentar os produtos e serviços, que a mim, foram colocados sobre minha única e exclusiva responsabilidade.

Muito se fala em "imersão", mas, nós profissionais de Comércio Exterior a muitos anos atrás e no meu caso a vinte e dois anos, já nos imergíamos nas fábricas, para saber absolutamente tudo sobre aquele produto que tinha por objetivo alcançar o mundo, desde uma simples havaiana, que tive o grande privilégio de estar com a equipe comercial internacional das Havaianas em 2002, na minha primeira viagem a Rússia, entender o tão falado "ecossistema" de hoje, que já naquela época já o entendíamos e imergíamos nele, aprendendo absolutamente tudo para alcançar todos os objetivos e metas almejadas e o sucesso de uma Havaianas no mundo, aconteceu a mais de trinta anos atrás, com muita persistência, um time de pelo menos cinco profissionais, responsáveis cada hum deles por um continente e uma ideia fixa, em que poderiam levar essa marca para todos os países, como conseguiram fazer.

E a grande maioria hoje , principalmente dos empresários brasileiros, acreditando que levar a sua marca, produto ou serviço ao exterior, não requer, suor, planejamento estratégico, financeiro, logístico , regulatório e de internacionalização e simplesmente, entregar o seu bem maior "a sua marca" a um representante e deixar ele fazer um trabalho, sem nenhum expectativa ou perspectiva, achar que tudo se paga com comissionamento, onde não se tem investimento, em feiras, ações pontuais e estratégicas dentro do país alvo e trabalhar arduamente para solidificar sua marca, terão reles resultados, assim, se o tiverem.

Com isso, parabenizo, todos os profissionais de comércio exterior, que como nós internacionalizam (outra palavra nova) tudo o que se apresenta em sua frente, sem medo de desafios.

Somos Apaixonados por Comércio Exterior!

Espero que tenham gostado de mais esse artigo, se possível, curtam, compartilhem, salvem para ler posteriormente e claro, estou totalmente a disposição em conversar com todos.


Nos sigam em nossas redes sociais, principalmente aqui no Linkedin e Instagram e se inscrevam em nosso mais novo canal do Youtube, onde compartilharemos dicas, curiosidades e entrevistas sobre o mundo de comércio exterior.


Grato.

Douglas de Lima

Chief Executive Officer and Founder da Brazilian Look Consultoria de Negócios Internacionais.

Formado pela Universidade Nove de Julho em Comércio Exterior, Pós Graduado em Internacionalização de Empresas e Gestão de Negócios Internacionais pela Fundação Dom Cabral, Marketing Internacional pela ESPM e Export Supply Chain Management at Canadian National Railway, Certificação Ministrada nas cidades de Toronto e Montreal no Canadá, com 22 anos de experiência de Comércio Exterior e Membro de Comitês de Gestão de Negócios internacionais como o Programa Think Plastic, programa que apoia as exportações da indústria de plástico brasileira patrocinado pela Apex, Palestrante do Sebrae, Fóruns e Congressos de Internacionalização de Empresas, esteve presente em mais de 70 países e realiza negócios em mais de 100.

Desde 2006 a Brazilian Look atua mundialmente com um time de consultores renomados, localizados nos pontos mais estratégicos do globo, realizando consultorias, gestão e internacionalização de empresas, planejamentos estratégicos, estruturação de negócios internacionais, investimentos e comércio exterior, nossas divisões de negócios dedicam-se a importação e exportação de uma série de produtos e serviços, com escritórios próprios no Brasil, Portugal e China conectamos todos os continentes em uma rede focada na internacionalização do ativo mais importante, nossos clientes.



8 visualizações0 comentário

Σχόλια


bottom of page