PRIMERAlogo_edited_edited.png

HISTÓRIA

Fundada em 2008 com a participação de um time experiente especialista em embalagens e cosméticos, permitiu o acesso das pequenas e médias marcas de cosméticos Brasileiras a um portfólio incrível de

embalagens e acessórios.

​ Itens são produzidos em parceria com grandes fabricantes da Asia e Europa, e mantidos em estoque local para pronta entrega.

​ Oferece uma estrutura que permite que os produtos sejam entregues já personalizados com a marca de cada cliente na quantidade que precisar.

​ Temos um time pequeno mas eficiente e muito experiente que nos permite ser acessível as pequenas necessidades e também operar linhas exclusivas de grandes quantidades e variações de demanda.

EMBALAGENS, PINCÉIS E ACESSÓRIOS PARA MAQUIAGEM E COSMÉTICOS, COM OBJETIVO ÚNICO DE CRIAR DIFERENCIAL COMPETITIVO

PARA SEUS PRODUTOS.

ITENS IMPORTADOS EXCLUSIVOS COM ESTOQUE LOCAL

PARA PRONTA ENTREGA.

NOSSA POLÍTICA ANTICORRUPÇÃO

 

A Primera & Design Packaging promove o cumprimento de todas as leis municipais, estaduais e federais vigentes e aplicáveis ao seu negócio e nos contratos e convênios estabelecidos com o poder público e respeitam as prescrições morais, de forma a assegurar relações transparentes, justas e profissionais.


A atenção dedicada a esse tema manifesta-se por nossa firme postura ética, coibindo a concessão de qualquer vantagem ou privilégio a agentes públicos.


O tema anticorrupção é disseminado na empresa por meio do ponto de compliance¹ descrito na lei (Lei 12846/2013 e Decreto 8.420/2015). Por tanto fica expressamente proibido:


• Dar, oferecer, prometer, aceitar, pedir ou receber suborno ou qualquer outro tipo de pagamento ilícito;
• No exercício de sua função, obter ganhos para si, para terceiros ou para a Primera mediante fraude;
• Aceitar benefícios pessoais impróprios com o intuito de ganhar ou manter um negócio ou outras vantagens de terceiros, sejam eles do setor público ou privado;
• Financiar, custear, patrocinar ou de qualquer modo subvencionar a prática dos atos ilícitos;
• Oferecer brindes, presentes e outras ofertas para agentes públicos para obter vantagens, influenciar decisões ou violar leis ou regulamentos;
• Dificultar atividade de investigação ou fiscalização de órgãos, entidades ou agentes públicos, ou intervir em sua atuação, inclusive no âmbito das agências reguladoras e dos órgãos de fiscalização do sistema financeiro nacional.